NOTÍCIAS

14/05/2014

Mc Donald´s terá que servir arroz e fejão

Após os funcionários rejeitarem o cardápio regular do McDonald's nos intervalos do expediente e apresentarem uma denúncia ao Ministério Público do Trabalho, a Justiça determinou, acatando ao pedido do MPT, que a rede mais famosa de hambúrgueres e batatas fritas do mundo sirva pratos mais alinhados com a cozinha brasileira. Com isso, a loja havia adicionado, embora muita gente não saiba, o tradicional feijão com arroz no menu. Para conferir, é só pedir para ver os "pratos executivos".

De acordo com matéria publicada pela revista Exame, as opções são oferecidas com o objetivo de evitar críticas de que o restaurante serve as refeições especiais apenas aos funcionários, impossibilitando a clientela de comprar. Além do tradicional combinado, as refeições vêm com a opção de frango, peixe ou carne bovina (mesmos hambúrgueres servidos no cardápio regular); uma salada; água ou suco e uma maçã de sobremesa. A refeição, em São Paulo, custa R$ 23.

A denúncia original veio do sindicato que representa 30.000 funcionários da rede somente em São Paulo. Para a classe, os Big Mac e demais alimentos oferecidos no menu costumeiro do McDonald's não eram saudáveis. "Temos a filosofia de sermos sempre muito transparentes, então também servimos para o cliente o que servimos internamente e vice-versa", disse Ana Apolaro, diretora de recursos humanos da unidade brasileira da Arcos Dorados, a maior operadora de McDonald’s no mundo, com sede em Buenos Aires, em entrevista no dia 17 de abril.

O prato, no entanto, não é e nem deve ser anunciado pela loja, já que não faz parte da "estratégia de marketing" e nem é a especialidade do Mc. A lista de pratos executivos fica escondida embaixo do balcão, a menos que seja solicitada e é igual ao cardápio regular, incluindo o logo da empresa no topo.

"As refeições de arroz com feijão matam mais a fome", disse Tamires Honorato, atendente de 19 anos em um restaurante da McDonald’s em Barueri, perto de São Paulo, em uma entrevista. "E são mais parecidas com o que comemos em casa. Ninguém come lanches todo dia", comparou.
 

PUBLICIDADE